Sistema de ventilação e exaustão industrial, do projeto a execução

Uma das maiores preocupações dentro da indústria é a qualidade do ar no ambiente e a poluição atmosférica. É muito importante encontrar ferramentas eficientes para promover um ambiente mais seguro e confortável para todos os colaboradores. Para garantir a redução dos agentes poluentes dentro do ambiente industrial, é imprescindível contar com um sistema de ventilação e exaustão industrial.

A renovação do ar deve ser uma prioridade para os gestores, mas nem sempre a equipe tem o conhecimento necessário para criar um projeto eficiente de ventilação e exaustão industrial e colocá-lo em execução. Por esse motivo, é importante contar com uma empresa especializada e experiente no mercado. Dessa forma, é possível criar um projeto que atenda a todas as necessidades do negócio e consiga entregar um resultado eficiente.

Como funciona esse sistema?

De maneira simplificada, o sistema de ventilação e exaustão industrial busca impulsionar o ar poluído e aquecido para fora do ambiente e substituí-lo por ar limpo. Quando o ar é impulsionado para dentro do ambiente, é através de um sistema de insuflamento, e quando ele é eliminado, é através do sistema de exaustão. Dependendo do tamanho do ambiente, a ventilação natural pode ser insuficiente para garantir a qualidade do ar, e é necessário implementar um projeto de exaustão e ventilação capaz de garantir uma maior qualidade do ar.

Esse projeto deve ser pensado de acordo com as necessidades da empresa e com base no tipo de resíduo, gases ou partículas que são eliminados pelos processos industriais. Para que ele consiga atender às necessidades do negócio e proporcionar um ar mais limpo para os colaboradores, o sistema deve ser dimensionado corretamente.

Seguindo os padrões de engenharia e execução, um sistema de ventilação e exaustão industrial consegue garantir um ambiente seguro, limpo e com um maior conforto térmico para todos os colaboradores. Saber adequar o projeto dentro de todas as especificações e demandas do negócio não é uma tarefa fácil, e por esse motivo, contar com uma empresa especialista pode ser uma estratégia assertiva e inteligente.

Existem alguns cuidados que devem ser tomados desde a criação do projeto até a sua efetiva execução, como:

Dimensionar o projeto corretamente para que ele consiga atender às necessidades da empresa e proteger a saúde dos colaboradores. Um sistema menor do que o necessário pode não garantir a limpeza adequada do ar e causar inúmeros problemas de saúde nos trabalhadores, além de aumentar o risco de incêndios e explosões;
Estudar cuidadosamente o ambiente e calcular as necessidades do sistema de exaustão para que ele apresente o melhor custo-benefício para o negócio;
Realizar a manutenção frequente dos equipamentos que compõem o sistema de ventilação e exaustão industrial. Por estar em constante funcionamento e por ser composto de diversos componentes, a manutenção periódica ajuda a evitar paradas não programadas e garante que o sistema estará sempre disponível para uma troca de ar eficiente.

Pensando nesses aspectos, a alternativa mais inteligente é contar com uma empresa confiável que consiga criar o projeto e colocá-lo em prática dentro do seu negócio, de forma a garantir todos os benefícios que um sistema de ventilação e exaustão pode oferecer. Para isso, conte com a Brandt para oferecer as melhores soluções para o seu negócio!

Quais são as poeiras explosivas e como é feito seu controle?

As poeiras explosivas (ou poeiras combustíveis) são partículas resultantes dos processos industriais e da manipulação de matéria-prima dentro da indústria. Embora sejam muito pequenas e na maior parte das vezes seja quase impossível detectá-las, esse tipo de poeira pode causar grandes problemas para a indústria e para os colaboradores envolvidos nos processos, como incêndios e explosões.

Resumidamente, a explosão causada pelas poeiras explosivas é resultado de uma combinação de fatores. Aliados com a grande quantidade de partículas suspensas no ar, esses fatores causam uma queima rápida dentro de um ambiente fechado. Um dos principais fatores que favorecem esse tipo de explosão, além da presença de poeira, é a fonte de ignição, que pode ser uma superfície superaquecida, fagulhas ou faíscas.

Quais processos geram poeiras explosivas?

São muitos os processos industriais que acabam gerando poeiras explosivas, como:

· Transporte;
· Manipulação;
· Trituração;
· Polimento;
· Corte;
· Serragem;
· Fresagem;
· E muitos outros.

Por conta dessa ampla variedade, as poeiras explosivas podem estar presentes em indústrias de todos os segmentos, afetando todos os tipos de negócio. O mais importante é lembrar que, da mesma forma que a poeira se acumula nas superfícies visíveis, ela também pode se acomular em locais menos acessíveis, representando um grande risco.

Por essa razão, é imprescindível contar com protocolos de limpeza adequados, de forma a reduzir o acúmulo de poeira dentro do ambiente, e assim reduzir o risco de explosões e incêndios.

Quais os tipos de poeira explosivas?

Com tantas matérias-primas que são manipuladas pelos diversos setores da indústria, existem diversos tipos de poeiras explosivas que podem causar prejuízos. Veja a seguir alguns exemplos:
Grãos;
Açúcar;
Leite em pó;
Farinhas;
Pó de Madeira e serragem;
Carvão;
Borracha;
Polímeros;
Tecidos;
Pesticidas;
Metais diversos, como o alumínio, zinco, magnésio etc;
E muitos outros resíduos de matérias-primas.

É muito importante que a indústria encontre soluções tecnológicas e eficientes, capazes de ajudar na remoção desses resíduos e na manutenção da limpeza atmosférica dentro do ambiente industrial. Além de favorecer a ocorrência de incêndios e explosões, a poeira suspensa no ar pode ser muito tóxica, e expor os trabalhadores a diversas doenças respiratórias e problemas de saúde.

Para evitar esses problemas, é possível contar com um sistema de exaustão e ventilação industrial que ajude a remover o ar contaminado e substituí-lo por um de melhor qualidade. Além de oferecer um ambiente mais limpo, esse tipo de equipamento também ajuda a proporcionar um ambiente de trabalho com um maior conforto térmico, protegendo a saúde dos trabalhadores, aumentando a produtividade e ajudando a empresa a se enquadrar dentro das especificações de IBUTG exigida pelos órgãos responsáveis.

Outro recurso importante na remoção de poeira é a utilização de coletores de pó diretamente da fonte. Isso quer dizer que, ao coletarem o pó ainda no maquinário, é possível evitar que ele se espalhe, fique suspenso no ar, e cause diversos problemas para a indústria

Pó suspenso: o perigo das explosões de pó e como evitá-las

É comum que, por conta dos processos industriais, partículas diversas sejam emitidas e fiquem em suspensão no ar. Contudo, embora faça parte da realidade de indústrias de diversos setores, esse pó suspenso é um grande risco para a empresa e para os trabalhadores de ambientes industriais.

A poeira combustível é um dos maiores riscos enfrentados pelos gestores da indústria, e ela é muito mais simples do que se imagina. Diferentemente do que se pensa, esse tipo de poeira não é composta apenas por agentes claramente tóxicos ou nocivos. Na maior parte dos casos, esse tipo de poeira é composto por:

· Carvão;
· Polietileno;
· Epóxi;
· Magnésio;
· Alumínio;
· Ferro;
· Borracha;
· Enxofre;
· Açúcar;
· Farinha;
· Entre muitos outros.

Todos esses elementos parecem inofensivos, mas quando em suspensão no ar podem se tornar agentes explosivos e causar um grande perigo para a indústria. Combinado com outros elementos e condições, a explosão causada por essas partículas pode ser de proporções catastróficas, colocando inúmeras vidas em risco.

Para que esse tipo de acidente ocorra, deve acontecer a combinação de fatores distintos, que são: oxigênio, calor (temperatura, fagulha ou centelha) e o combustível (a poeira, no caso). A concentração de poeira em altas quantidades pode gerar uma reação que resulta em um incêndio ou explosão.

É possível prevenir as explosões?

Embora esse tipo de acidente seja um grande risco dentro da indústria, existem alguns cuidados que podem ajudar a eliminar esse tipo de poeira e aumentar a segurança dentro desses ambientes. Veja a seguir:

Limpeza constante

O acúmulo de resíduos é o primeiro passo para favorecer explosões no ambiente industrial. Por essa razão, é de extrema importância proporcionar a limpeza constante das superfícies no chão de fábrica para remover as partículas e resíduos combustíveis. Para isso, é necessário implementar um protocolo de higienização e limpeza que ajude a controlar melhor a quantidade de poeira, que envolve:

· Limpeza frequente de todas as superfícies;
· Utilização de coletores de pó nos equipamentos de forma a reduzir a emissão de partículas no ar;
· Capacitar os colaboradores que estão relacionados de alguma forma com os processos industriais que produzem poeira. É importante conhecer todos os riscos, entender como as explosões acontecem e estabelecer os melhores protocolos para preveni-las.
· Analisar todas as fontes de ignição que podem aumentar os riscos de explosões e incêndios, como fagulhas, superfícies superaquecidas, centelhas e fagulhas. É imprescindível controlar essas fontes para reduzir os riscos de acidentes.

Além de todos esses cuidados, é muito importante que a empresa desenvolva um projeto de exaustão e ventilação industrial. Através desse tipo de recurso, é possível reduzir a concentração de poeira suspensa no ambiente industrial e reduzir os riscos de acidentes dentro da fábrica.

A Brandt possui as melhores ferramentas e soluções para quem busca melhorar a qualidade do ar e trazer mais segurança para os colaboradores. O nosso sistema de despoeiramento vai ajudar na remoção de partículas suspensas do ar e proporciona um ambiente mais saudável e seguro para todos.

Ventilador axial, quais as aplicações mais indicadas

Quando o assunto é conforto térmico dentro dos ambientes industriais, o ventilador axial possui um papel fundamental. É um equipamento simples que pode proporcionar um ambiente mais confortável e seguro para todos os trabalhadores. Embora existam outros tipos de exaustores, o ventilador axial é um dos mais utilizados no mercado, principalmente por conta da sua versatilidade e praticidade.

Basta observar: você encontra ventiladores axiais em fábricas, restaurantes, bares, cozinhas, e diversos outros ambientes. Esse equipamento pode ser facilmente adaptado em janelas, paredes e telhados, fazendo dele um exaustor muito versátil. Sua fabricação também é bastante abrangente, sendo possível encontrar versões em PVC, PP, fibra de vidro ou chapas de aço carbono. Dessa forma, é sempre possível encontrar um ventilador axial que atenda às necessidades da sua empresa.

Atualmente, existem duas versões deste equipamento:

Ventilador axial com padrão comercial: nesse caso, o ventilador é confeccionado com materiais mais simples e apresentam uma durabilidade menor se comparada com a versão industrial.
Ventilador axial com padrão industrial: seguem padrões rígidos de fabricação, pois é exigido desse tipo de ventilador uma performance superior, além de uma maior durabilidade perante diversas aplicações.

Quais as vantagens do ventilador axial?

É comum que na indústria sejam utilizados diversos tipos de maquinário de forma contínua, o que pode fazer com que a temperatura no ambiente fique acima dos padrões aceitáveis. O ventilador axial ajuda a reduzir a temperatura ambiente, remover a fumaça, a umidade, poeira e gases. Por essa razão, o ventilador axial representa um excelente investimento para a indústria de todos os setores.

Com a ajuda de um impulsor axial que é conectado ao motor de acionamento, o ventilador axial consegue se adaptar de acordo com as necessidades da empresa, requisitos do projeto e necessidade de desempenho. Isso proporciona muito eficiência, garantindo uma grande movimentação do ar sem a necessidade de um grande consumo de energia. Dessa forma, o ventilador axial proporciona uma grande economia de energia para a empresa.

Onde o ventilador axial pode ser aplicado?

Como mencionamos anteriormente, o ventilador axial pode ser aplicado em diversas aplicações em empresas e indústrias. Ele é muito indicado para locais onde é necessário ter um controle de temperatura, como locais com caldeiras, fornos, cozinhas, entre outros. Ele ajuda a eliminar a fumaça e o excesso de umidade desses locais, protegendo a saúde dos colaboradores e aumentando a vida útil dos equipamentos.

Eles ajudam a proporcionar:

· Redução de massa calorífica dos ambientes;
· Aumento do conforto térmico de forma a se adequar às especificações e normas vigentes;
· Remoção de gases;
· E muito mais.

Para escolher o melhor ventilador axial para a sua aplicação, é necessário levar em conta três fatores primordiais, que são:

· O objetivo: saber qual a finalidade do ventilador dentro do seu ambiente, de forma a escolher o melhor tipo para o seu negócio.
· Características do ambiente: esse fator é de extrema importância para determinar a melhor solução para as suas necessidades;
· Processo de produção: identificar os equipamentos que causam o aquecimento em excesso, a quantidade de colaboradores que são impactados, de forma a definir a melhor solução para o problema.

Fale conosco!
Precisa de ajuda?
Olá! Qual a sua necessidade?